terça-feira, abril 29, 2008

Pedimos desculpa pela interrupção

Sim sim, fiz anos, sim sim, a festa foi mt gira, mas agora com licença:




(para quem ainda não sabia, viciei-me no ikariam e para quem já sabia, isto é uma sugestão para a aliança que precisava de imagem com hospedagem na internet. Ora, uma pessoa tem um blog, aproveita sinergias.)

quinta-feira, abril 24, 2008

Beijocas repenicadas.



Também conhecido por "Homem da Faina out", este senhor que gostamos e adoramos ter no grupo não prima pelo trato rude nem agressivo com os elementos que fazem parte da sua vida. Nao senhor, o Homem da Faina out é até bastante carinhoso. Mas desengane-se agora quem achou que carinho e meiguice só estavam ao alcance de amigas ou da querida Gwinevére.. fotos encontradas abrem todo um novo mundo de carinho, ternura e beijocas:



Homem da Faina Out, encontrado com Mónica Belluci.

Homem da Faina Out, encontrado a apoiar a selecção.

Homem da Faina Out, encontrado a apoiar os ícones juvenis, primeira parte.

Homem da Faina Out, encontrado a apoiar os ícones juvenis, segunda parte.



Homem da Faina Out, encontrado com o avôzinho.

Homem da Faina Out, antes de encontrar a princesa.

Homem da Faina Out e um grande ídolo, a quem gostaria de conseguir imitar o corte de cabelo. Calças de acordo com a preferência clubística, ainda que disfarce habitualmente quando está com os seus congéneres.



Homem da Faina Out e o seu maior ídolo.



Com tudo isto meus senhores e minhas senhoras.... vou à minha vida...

Taparuere Out.

quarta-feira, abril 23, 2008

Miguel Esteves Cardoso e o Amor

"Há coisas que não são para se perceberem. Esta é uma delas. Tenho uma coisa para dizer e não sei como hei-de dizê-la. Muito do que se segue pode ser, por isso, incompreensível. A culpa é minha. O que for incompreensível não é mesmo para se perceber. Não é por falta de clareza. Serei muito claro. Eu próprio percebo pouco do que tenho para dizer. Mas tenho de dizê-lo. O que quero é fazer o elogio do amor puro. Parece-me que já ninguém se apaixona de verdade. Já ninguém quer viver um amor impossível. Já ninguém aceita amar sem uma razão. Hoje as pessoas apaixonam-se por uma questão de prática. Porque dá jeito.

Porque são colegas e estão ali mesmo ao lado. Porque se dão bem e não se chateiam muito. Porque faz sentido. Porque é mais barato, por causa da casa. Por causa da cama. Por causa das cuecas e das calças e das contas da lavandaria.

Hoje em dia as pessoas fazem contratos pré-nupciais, discutem tudo de antemão, fazem planos e à mínima merdinha entram logo em "diálogo". O amor passou a ser passível de ser combinado. Os amantes tornaram-se sócios.Reúnem-se, discutem problemas, tomam decisões. O amor transformou-se numa variante psico-sócio-bio-ecológica de camaradagem. A paixão, que devia ser desmedida, é na medida do possível. O amor tornou-se uma questão prática. O resultado é que as pessoas, em vez de se apaixonarem de verdade, ficam "praticamente" apaixonadas.

Eu quero fazer o elogio do amor puro, do amor cego, do amor estúpido, do amor doente, do único amor verdadeiro que há,estou farto de conversas, farto de compreensões, farto de conveniências de serviço. Nunca vi namorados tão embrutecidos, tão cobardes e tão comodistas como os de hoje.Incapazes de um gesto largo, de correr um risco, de um rasgo de ousadia, são uma raça de telefoneiros e capangas de cantina, malta do "tá bem, tudo bem", tomadores de bicas, alcançadores de compromissos, bananóides, borra-botas, matadores do romance, romanticidas. Já ninguém se apaixona? Já ninguém aceita a paixão pura, a saudade sem fim, a tristeza, o desequilíbrio, o medo, o custo, o amor, a doença que é como um cancro a comer-nos o coração e que nos canta no peito ao mesmo tempo?

O amor é uma coisa, a vida é outra. O amor não é para ser uma ajudinha. Não é para ser o alívio, o repouso, o intervalo, a pancadinha nas costas, a pausa que refresca, o pronto-socorro da tortuosa estrada da vida,o nosso "dá lá um jeitinho sentimental". Odeio esta mania contemporânea por sopas e descanso. Odeio os novos casalinhos. Para onde quer que se olhe, já não se vê romance, gritaria, maluquice, facada, abraços, flores. O amor fechou a loja. Foi trespassada ao pessoal da pantufa e da serenidade. Amor é amor. É essa beleza. É esse perigo. O nosso amor não é para nos compreender, não é para nos ajudar, não é para nos fazer felizes. Tanto pode como não pode. Tanto faz. É uma questão de azar.

O nosso amor não é para nos amar, para nos levar de repente ao céu, a tempo ainda de apanhar um bocadinho de inferno aberto. O amor é uma coisa, a vida é outra. A vida às vezes mata o amor. A "vidinha" é uma convivência assassina. O amor puro não é um meio,não é um fim, não é um princípio, não é um destino. O amor puro é uma condição. Tem tanto a ver com a vida de cada um como o clima. O amor não se percebe. Não é para perceber. O amor é um estado de quem se sente. O amor é a nossa alma. É a nossa alma a desatar. A desatar a correr atrás do que não sabe, não apanha, não larga, não compreende.

O amor é uma verdade. É por isso que a ilusão é necessária. A ilusão é bonita, não faz mal. Que se invente e minta e sonhe o que quiser. O amor é uma coisa, a vida é outra. A realidade pode matar, o amor é mais bonito que a vida. A vida que se lixe.Num momento, num olhar, o coração apanha-se para sempre. Ama-se alguém. Por muito longe, por muito difícil, por muito desesperadamente. O coração guarda o que se nos escapa das mãos. E durante o dia e durante a vida, quando não esta lá quem se ama, não é ela que nos acompanha - é o nosso amor, o amor que se lhe tem. Não é para perceber. É sinal de amor puro não se perceber, amar e não se ter, querer e não guardar a esperança, doer sem ficar magoado,viver sozinho, triste, mas mais acompanhado de quem vive feliz. Não se pode ceder. Não se pode resistir. A vida é uma coisa, o amor é outra. A vida dura a Vida inteira, o amor não. Só um mundo de amor pode durar a vida inteira. E valê-la também."

Miguel Esteves Cardoso

terça-feira, abril 22, 2008

Frases para nicks do msn

Tenho um par de amigos que por duas vezes me encontraram e duas vezes me disseram "epah, sempre que entro no messenger, vou ver de ti para ler a tua frase. tens sempre frases bestiais". E convenhamos, uma pessoa quando encontra um amigo está à espera que ele lhe diga "olá! tas boa? estás mais gira!" e não "tens frases bestiais no msn".

Passada a primeira estranheza, devo confessar que até gostei, vá. Uma frase de nick é assim tipo "uma roupa" que vestimos para o dia!...

Assim sendo, vou fazer deste espaço um guarda-fato com os modelinhos que tenciono vestir nos próximos dias (sem ser nada vinculativo):


- The trouble with children is that they're not returnable.

- Until I was thirteen, I thought my name was 'shut up.'

- Next mood swing: 6 minutes.

- I used to be schizophrenic, but we're ok now.

- I'm busy. You're ugly. Have a nice day.

- The most beautiful words in the English language are not 'I love you,' but 'it's benign. (Este é o actual)

mais para vir, talvez, se me apetecer.

quinta-feira, abril 10, 2008

A vida secreta do tó.

O tó pode ser lido aqui e aqui.

O tó pode ser visto em vários sítios, facilmente encontrado no bairro alto, à noite.

O tó é uma criatura com segredos.

O tó vai deixar de ter segredos. Hoje. Agora. Agora mesmo.

A vida secreta do tó, em primeirissima mão, num serviço público "Tapa-TVi-Ruere".

Não aconselhamos o visionamento das fotos que se seguem a pessoas sensíveis. Às pessoas não sensíveis... bom, podem carregar nas fotos para apreciar melhor.





terça-feira, abril 01, 2008

Faltam 26 dias

E eu, que sou querida e amorosa, vou-vos poupar ao trabalho de terem que adivinhar que fabulosa prenda me irão dar este ano. É... não quero que esforcem demasiado essas vossas lindas cabecinhas, não me sinto no direito de vos obrigar a tal esforço. Especialmente depois das últimas conversas com alguns em que me apelidaram de "pessoas excepcionalmente dificil de dar prendas que goste".

Eu sou uma pessoa simples e de gostos claros... suponho que enfim... é só uma questão de atenção... mas pronto, aqui vão umas dicas. inspirem-se e mandem vir!...

http://www.gadgets.com.pt/voice_changer/prod425.html

http://www.gadgets.com.pt/laserpod/prod81.html

http://www.gadgets.com.pt/nabaztag_tag/prod352.html

http://www.gadgets.com.pt/mp3_cube_alarm_clock/prod415.html (este, ou algo com as mesmas funções é algo que preciso mesmo... convenhamos que o meu do chinês já deu o berro e que o do telemóvel não é lá muito eficaz)

http://www.gadgets.com.pt/clocky/prod427.html (este, ou algo com as mesmas funções é algo que preciso mesmo... convenhamos que o meu do chinês já deu o berro e que o do telemóvel não é lá muito eficaz)

http://www.gadgets.com.pt/mathmos_tuba/prod13.html

http://www.gadgets.com.pt/miss_army_kit/prod382.html

http://www.gadgets.com.pt/truth_machine/prod113.html


não estão por ordem de preferência assim que... ainda têm alguma liberdade de escolha, vá.

:D

Como acabar com o namorado

Aqui está um dos melhores filmes que vi nos últimos tempos. É definitivamente imperdível.

A história é simples, uma senhora (comediante - Sarah Silverman) que decide acabar com o namorado mas, incapaz de o fazer frente-a-frente, dedica-lhe todo um video.

Enconstem-se, liguem o som e vejam este desflorar de emoções. A sério. Há algum tempo que não via uma coisa tão.... tão....!

Como acabar com a namorada

E aqui temos a resposta do namorado, que não ficou contente com a novidade e decidiu responder pela mesma via!...

Ocorreu um erro neste dispositivo