terça-feira, março 03, 2009

5h00 in the office, yeah!

"Sofiazinha! Conta-nos tudo, oh por favor, conta-nos que coisas tão belas e importantes ficas tu a fazer aí até as 5h e tal da manhã! Oh, conta, conta!" Pedem-me voces em sonhos (nos vossos? no meu delirio?) enquanto na verdade verdadinha se babam para a almofada em sono solto, enquanto eu me babo para o teclado num estranho estado de deturpada consciência.

Mas, como pediram eu conto, não o que faço até às 5h00 da manhã porque isso é segredo e eu estou com um nó mental que torna todo o tipo de racioncinio turtuoso, mas conto-vos o que faço a partir das 5h00, num momento mais relaxado enquanto aguardo novo volume de mentais nós (já não sabendo muito bem que aconteceu à minha parte mental, acho que a deixei cair por aqui por volta das 2h00 e tal, 3h00. Espero que a Dona Cidália a encontre amanhã. Olha que giro, fiz dois pontos finais num parentesis, isto pode-se? Ah, ja não se lembravam que era um parentesis!!). De facto deve ser desnecessário, que a seguir levou um ponto final. Da próxima vez ponho um travessão.

Onde é que eu ia? Ah, não ia a lado nenhum que o trabalho aqui está para durar e mais ainda quando devaneio com as vossas inconsciências adormecidas.

Pois bem meus caros amigos e amigas - e esta é a altura para usar o tal travessão - a verdade é que do momento de relaxe não consta escrever-vos um delicioso e ternurento mail. Não. O momento de relaxe, assim chamado por alguma alma sádica (a minha) é usado por e para fazer contas e alinhamentos. Estarei virada para a matemática? Não. Digam antes para a paginação. E, deixo um aviso às sanidades mentais que por ai divagam: paginação é trabalho para gente muito meticulosa, muito paciente e com algum desvio muito sério.

Tê, a minha admiração por ti sobe consideravelmente. E pela Susy também.

Geez.
Enviar um comentário
Ocorreu um erro neste dispositivo