sexta-feira, fevereiro 27, 2009

A capacidade de crítica externa Vs a incapacidade de critica interna

É algo que mais voltas e voltas que dê me ultrapassa e não consigo perceber. Se calhar não a percebo nos outros e em mim até mais ou menos, mas o que foi feito da imparcialidade neste mundo?

É pura e simplesmente treta. Bullshit. O outro fez? Está mal, tem este, aquele, o outro e ainda o seguinte erros. Nós fizemos? Está brilhante e genial.

O outro é assim? Pff...
Nós somos assado? Claro, porque é o que queremos, podemos e vamos continuar a ser, cheios de razão.

E se isto começa chato em criancinha com o super-herói preferido, o clube de futebol e a professora da escola que-a-minha-é-muito-melhor-do-q-a-tua-porque-a-tua-bate-nos-meninos-e-a-minha-só-lhes-bate-quando-tem-que-bater, então depois de "grande" é o verdadeiro atrofio. Se não é geral, então é só à minha volta mas esta cena do "a-minha-empresa-é-melhor-que-a-tua" e "o-meu-trabalho-é-melhor-que-o-teu", ultimamente começa a chatear-me mesmo.

Talvez até tenha a minha quota parte de culpa mas há outra culpa que me é atribuida que não tenho. Mens, custa assim tanto perceber que eu faça questão em que os meus amigos saibam qual a designação oficial da empresa onde trabalho e tentar mostrar-lhes que "agência de publicidade" simplesmente não é adequado? Portanto não comecem a levantar os dedos acusatórios porque há coisas que são legítimas e isso não é dizer que é melhor do que qualquer outra empresa. É simplesmente chamar as coisas pelo nome certo, é simplesmente tentar mostrar e dizer o que é que eu realmente faço.

(Ainda que por acaso sim, a minha empresa seja melhor do que as vossas. Aguenta-te e aprende a viver com isso porque até estou a ser imparcial.)
Enviar um comentário
Ocorreu um erro neste dispositivo