quinta-feira, janeiro 28, 2010

Falar é fácil. O difícil é mostrar.

E nem devia ser, porque era só uma questão de pensar nas coisas e ser coerente. Mas devo ser eu que exijo demais, pedir alguém para mostrar aquilo que diz. Mas era só fazer sentir aquilo que se diz... e voltamos a dois posts abaixo deste.

Não vejo maneira de sair desta cepa torta.

Pelo meio entre fazer um e não fazer o segundo, só se gastam as palavras. E depois só fica o que o Géninho* tão bem diz que fica.



*Géninho para os amigos, Eugénio de Andrade para os outros.
Enviar um comentário
Ocorreu um erro neste dispositivo