quarta-feira, abril 27, 2005

não leiam se não quiserem

Tudo bem, ninguém quer saber, mas como é muito mais fácil vir aqui e dizer merda do que recorrer a alguém...bom, estou no meu direito!
Não sei se alguém se sente assim neste momento, provavelmente não, mas também tou me a cagar, tou num estado de dormência afectiva, controladora das minhas reacções. E que bonita estou! Num espaço de 24 hrs duas pessoas completamente diferentes disseram-me que eu as tinha desiludido, também nesse tempo, duas pessoas completamente diferentes disseram-me que eu hoje estava particularmente sexy. Será uma coisa que esteja directamente relacionada e nunca ninguém deu por isso? Será que o estado vegetativo atraí? É sem dúvida um caso a pensar.
Quando estamos com a consciência nublada, os pulmões inflamados de tanto fumar, as pernas doridas por caminhar sem uma direcção certa, porque não cometer o erro crasso (assim que se escreve?) de ainda piorar a situação?Invariavelmente é o que acontece!
Tristeza, cabeça conspurcada com ideais que assumimos como nossos provisóriamente, direitos que só vamos buscar quando estamso enrascados, deveres nunca encontrados.
Morre alguém, e o que podemos nós fazer se não recorrermos a nós mesmo e murmurar...porque não fui eu?
Enviar um comentário
Ocorreu um erro neste dispositivo