segunda-feira, julho 04, 2005

Por motivos de força maior

tenho tido que me ausentar deste espaço lúdico-artístico-filosófico-social. Bom, tenho tido que me ausentar deste espaço. Espaço maravilhoso, humorístico, de debate de ideias, valores, de crítica e de apoio... bom, deste espaço. Tenho tido que me ausentar deste espaço... espaço que se revela uma lufada de ar fresco para os vossos olhos, que vos faz rir e humedecer as vistas, que vos aquece no inverno e arrefece no verão. Cof cof cof. Bom, deste espaço, tenho tido que me ausentar.

Porquê? Perguntam vocês em espasmos melo-dramáticos de soluços abafados. Ou nem perguntam, indiferentes ao meu esforço intelectual, humorístico e tantas vezes desesperado de acertar nas teclas certas para reproduzir a palavra precisa que vos acerta em cheio nesse músculo que parece um punho ensanguentado das dores e lutas da vida, das vossas vidas, o vosso coração. Onde é que eu ia? Ah, tenho tido que me ausentar. Porquê? Pois. Porquê, essa grande questão existencialista que nos ocupa mente e corpo em suspiros desesperados quando nas encruzilhadas da vida só se nos afiguram becos. (Geez, isto está-me a sair bem!!).

Hum... ausentar daqui. Porque... e agora vem uma revelação... decidi tornar-me uma mulher trabalhadeira!! Ah poizé. Ando a workar. Das 9h da matina às 19h da tardina. A bulir, all day long. E a fazer o quê? Aquele que sempre foi o meu sonho, a minha aspiração infantil, o bolo em cima da cereja, exactamente aquilo que neguei e reneguei ao meu professor de géneros: estou a fazer trabalho de jornalista. De imprensa. No famoso, internacional, conhecidissimo, tiradissimo (isto vem de grande tiragem), "Linhas de Elvas". Ou por outra, aqui. Quer dizer, não é bem ali, é na versão em papel. E como sou tão boa, dividem-me, ora escrevo e rabisco para o jornal, ora rabisco e escrevo para a revista "Ideias Mistas" que faz mais ou menos parte do jornal apesar de vendida àparte.

E esta, ehm?
Enviar um comentário
Ocorreu um erro neste dispositivo