sexta-feira, maio 13, 2005

A chegada do calor

traz-me um problemazito que não chega a ser problema, é só uma questão embaraçosa. Calor é andar de carro com o vidro aberto porque o a/c existe sim, mas é só para ligar quando a avó vai no carro e pedir. Fora esta situação especial liga-lo está fora de questão porque senão o carro fica sem força e consome balúrdios. Ora, calor, vidro aberto... música alta. Sou um bocado bimba a andar de carro, é verdade. E já se sabe, música alta dá direito a cantoria. Isto poderia não trazer muitos males se eu não fosse a personagem ao pé de quem o "zé cabra parece um menino de coro". São simpáticos os meus amigos, não são?

O resultado normal nem sequer são risos dos condutores vizinhos num qualquer sinal ou fila de trânsito. O giro é mesmo que em vez de se rirem e gozarem e isso fazem mesmo cara de espanto, medo, terror... vejo expressões engraçadas vejo. Ficam a olhar para mim com o ar mais incrédulo e esbogalhado possível.

Para cúmulo e acrescento os meus gostos musicais são algo... estranhos. Destaque musical para toda e qualquer música infantil, desde disney a genéricos de desenhos animados, sem esquecer a música clássica normalmente mixada (bonita palavra esta). Normalmente com o calor opto mais por esta solução. Desafino menos a fazer pápárápárás do que a cantar.
Enviar um comentário
Ocorreu um erro neste dispositivo